Listras, o básico com bossa

Independente de tendência, as listras – principalmente em estilo navy – são um clássico. Você sempre vai estar bem vestida usando uma camiseta, ou camisa, listradas. Claro que as listras não são o suficiente para te transformar na mulher mais bem vestida do mundo. Assim como com qualquer outra peça de roupa, há fatores que contribuem para uma imagem impecável, como tecido, corte, modelagem, caimento, estado da peça, etc. Porém, que uma camisa listrada agrega estilo a qualquer produção, é inegável.

listras-batom-vermelho

Eu não sou de levantar bandeiras, muito menos de criar regras de “tem que ter”, ou coisas do tipo. Acredito piamente que o seu básico pode não ser o básico do outro e cada um tem que construir as suas próprias listas de peças essenciais – isso é super pessoal. Cada uma das minhas clientes recebe a sua personalizada. Mas, a menos que não tenha nada a ver com o seu estilo, a camisa listrada é um curinga no guarda-roupa. Dificilmente ela ficará encostada.

Isso porque, apesar de não ser uma peça lisa, ela é extremamente versátil e neutra na composição com outras roupas. Claro que eu não estou falando da coordenação com estampas pois, nesse caso, você precisa ter um pouco mais de experiência para acertar no resultado – o que também não é impossível, fique à vontade para tentar quando quiser. Mas pensando em uma produção onde o restante das peças seja liso, você pode apostar na sua listradinha sem medo.

listras1

Desde o clássico navy, com calça jeans, ou branca, até o mix com cores vibrantes. Meus preferidos para isso são o vermelho e o amarelo. Adoro peça listrada + batom vermelho + acessórios dourados – inclusive nos pés -, ou com uma calca amarela, fica mara. Com tons neutros terrosos como cáqui, bege, camelo, fica super chique, sofisticado. Adorei usar a minha camiseta listrada com jardineira jeans – falei sobre esse meu novo vício aqui. A produção ficou alegre e as listras deram bossa. E a minha camisa de listras pretas – que não é minha, é roubada descaradamente do guarda-roupa do marido – eu vivo usando com short jeans boyfriend, ou calça skinny preta – rasgada para o dia-a-dia, sem rasgos para eventos formais.

listras0

A grande sacada de uma produção com listras é poder brincar com outras cores, como um sapato pink, um colarzão verde, o que a sua imaginação mandar. Ou, claro, complementar seu look com cores sóbrias e permanecer igualmente estilosa. As listras são o básico, quando você quer fugir do branco/preto/nude, entende?

Por isso, como eu disse ali em cima, não existem regras sobre o que você deve, ou não, ter no seu guarda-roupa. Mas o fato é que, com uma peça tão versátil como essa, fica difícil não cair de amores, concorda?

 

 

 

Mood da vez: jardineira jeans

Desde que eu comprei a minha jardineira jeans, me apaixono mais a cada dia! Sério, nem eu imaginei que fosse gostar tanto, mas o fato é que essa peça, com ares descontraídos, me conquistou.

jardineira-jeans01

Eu sou fã confessa do jeans, seja calça, camisa, short, mas a jardineira, em especial, ainda não tinha me atraído. Talvez por me remeter à adolescência, época em que eu usava muita salopete – lembra daquela jardineira com saia? Essa.

Até que, no final do ano passado, resolvi comprar uma pra variar as produções mais relax de verão e pronto, virei devota! É que a jardineira, além de mega versátil, ainda esbanja charme. Ela deixa qualquer produção mais descolada e toda moderninha. É o tipo de peça que te economiza tempo, sabe como? Se você não está em um momento muito criativo, ou não quer mesmo perder minutos do seu dia montando um look, a jardineira é opção certeira. Basta jogar uma regata branca por baixo e voilà, você está pronta!

jardineira-jeans07

E eu disse branca apenas para exemplificar, pode ser preta, azul, verde, colorida. Com camiseta listrada fica uma graça! A jardineira é, inclusive, uma boa ideia pra quem quer aderir ao cropped sem se sentir muito “pelada”. E ela é uma peça extremamente democrática, né? Pode ser clara, escura, curta, mais comprida, com a barra dobrada, desfiada, com bolso frontal, sem… tem para todos os gostos e tipos físicos.

Uma maneira que eu gosto bastante é com tênis de cano alto, fica bem despojado – e é uma dica muito boa para as meninas que não são satisfeitas com as suas pernas finas. Uso muito a minha com slippers porque gosto de tornozelo à mostra – tenho as pernas grossas e recorro a todos os truques para que elas pareçam mais finas!

jardineiras-jeans.jpg

Nunca usei com camisa, mas achei bem estilosa a produção na montagem acima – foto 05. Deu um aspecto mais “arrumadinho”, sem fugir da essência esportiva. Outra forma bacana de quebrar um pouco a vibe menininha da jardineira, é arrematar com um batom escuro, ou acessórios mais sóbrios. Claro que fica lindo o visual todo moleca, mas é importante saber que é possível amadurecer a peça. Tudo depende da composição!

Ou seja, se você está em dúvida se dá, ou não, uma chance para a jardineira, minha sugestão é que você dê! Ela não é, nem de longe, o tipo de peça que vai ficar encostada no armário. Pode investir que, em pouco tempo, você também vai estar viciada em tamanha versatilidade ❤

.

O batom como acessório

Eu sou apaixonada por batons. Tenho vários, alterno todos os dias – às vezes uso mais de um no mesmo dia – e incentivo muito as pessoas, em geral, a usarem. E isso é porque o batom é mais do que um item de maquiagem. Ele é o acessório mais acessível – afinal, temos batons de todos os preços, certo? – com poder transformador!

batom-colorido

Você pode mudar totalmente uma produção só trocando a cor do batom. Um jeans + camiseta branca ganham outra cara com o acréscimo de um belo batom vermelho. Se quiser uma vibe mais verão, um pink ou coral vibrantes ficam lindos. E de vestido preto? Você pode optar por um nude para uma imagem mais sóbria, um rosa para um visual romântico, um vermelhão se estiver se sentindo sexy ou um vinho super escuro, para uma produção ousada. Isso sem falar nas novas tonalidades que estão pipocando no mercado – e que eu, particularmente, estou amando -, como verde, azul, preto, cinza, acabamento metálico. Paras as descoladas, não faltam opções incríveis!

preto.jpg

Mas o fato é que, para muitas mulheres, usar batom ainda é uma batalha. Atendo inúmeras clientes que têm uma infinidade de batons lindos e das mais variadas cores, mas, quando vão sair de casa, acabam caindo sempre nos cores de boca – isso quando não saem sem passar nada. Elas compram porque acham as cores bonitas, mas conscientes de que não vão usar. Tem cabimento? Não, não tem! Não tem cabimento, nem justificativa – a não ser vergonha mesmo – porque batom não tem restrição, não tem idade, não tem ocasião e, como já dito, é um transformador de looks instantâneo.

Por isso resolvi fazer esse post, pra passar pra você, que não consegue se aventurar no mundo dos batons, as mesmas dicas que eu passo para elas. O segredo é um só: pra usar batom, não tem segredo. Você só precisa se habituar e, quando menos perceber, não consegue mais sair sem. E como se habitua? Usando dentro de casa. Começa devagar, com tons mais neutros e que não chamem tanto a atenção e vai evoluindo na escolha das cores, conforme for se sentindo à vontade com elas. Passa e se olha no espelho, se analisa, se admira, assiste uma tv, esquece que está usando… Pode ser que você tome um susto ao esquecer e se olhar no espelho. Ok, isso vai acontecer uma, duas vezes no máximo. Então, de repente, você vai se ver no espelho e vai se reconhecer naquele reflexo. Bingo!

Aproveita algum evento e dá uma ousada, escolhe uma cor mais forte. Assim, você não se sente tão fora da sua zona de conforto – afinal, é uma ocasião incomum – e as pessoas que te conhecem vão se acostumando a te ver “diferente”. Sim, parece besteira, mas a maioria das mulheres que não conseguem usar batom reclama exatamente disso, que quando resolvem tentar, morrem de vergonha com os comentários dos conhecidos – aqueles clichês, sabe? “Nossaaa, como você tá bonita”, “Olha ela de batooom”, “Uauu, vai encontrar o namorado?”. Sinto muito, só tem um jeito desses comentários pararem e é com as pessoas achando normal você de batom.

Portanto, se você é uma entusiasta dos batons – se você não for, não use, ok? Não há absolutamente nada de errado nisso -, invista neles como acessórios. Complemente as suas produções com cores diferentes, experimente texturas, deixe que ele seja o protagonista vez ou outra. Não deixe suas belezinhas sem uso dentro da gaveta de makes. Pode parecer um exercício difícil no início, mas em pouco tempo você vai estar tão acostumada que vai fazer parte de você. Usar batom pode ser libertador, pode te mostrar mil facetas suas que você nem imagina!

Tem estilo porque…

temestilopq.jpg

…tem cropped branca, super informação de moda! Porém, para sair da vibe “sensual” do modelo, aqui a peça vem apresentada em um corte todo de linhas retas, com gola careca e mangas dobradas, bem boyish.

…tem poucos acessórios dourados, bem clássicos e discretos, o que contrapõe com a produção mais solta e adiciona um toque feminino.

…tem clutch vermelha. Linda, quadradinha, em um design clean, mas com uma cor vibrante e sofisticada. Ela é a cereja do bolo desse look em tons neutros, dá bossa e deixa o resultado muito mais descolado.

…tem calça de alfaiataria oversized bege. Preciso explicar o quão estilosa é a peça? Ao mesmo tempo que é chique e atemporal, é moderna, ousada e imprime muita personalidade. A barra dobrada arrematou ❤

…tem sandália de salto nude. Fortalecendo tudo o que eu falei no último post – que você pode ler aqui. Esse é outro exemplo claro de produção que poderia dar muito errado porque tem peças com modelagem ampla, zero decote e barra dobrada, TUDO para achatar a silhueta. Mas aí entrou o sapato nude e deu aquela alongada fina, expondo os pés e finalizando o look com elegância!

Produção sem complicação. Poucas cores, poucos acessórios e sem muitas informações. Mas com escolhas minuciosamente pensadas para os pés e mãos – bolsa -, o que foi fundamental para um resultado de sucesso!

Vamos conversar sobre o sapato nude?

nude

Assim que me deparei com essa imagem no Pinterest – se quiser me seguir por lá, estou aqui -, achei que seria a ilustração ideal para abordar um tema que ainda gera muitas dúvidas entre as mulheres.

Olhe bem para a foto. Linda a produção, não? Elegante, sofisticada, clean e sem segredos. Porém, ela poderia ter dado muito errado, afinal, o combo blusa oversized + calça boyfriend é extremamente achatador de silhueta e pode transformar o que era pra ser estiloso em um verdadeiro desastre. Mas não transformou. E o que tornou o look tão descolado foi a escolha do calçado. Qualquer outro sapato ali teria matado toda a bossa.

Eu sempre oriento as minhas clientes para que invistam em um belo par de sapatos nude. Apesar de sapato ser uma paixão entre a maioria das mulheres, nós sabemos que ostentar inúmeros pares no guarda-roupa não é a realidade de todas. Portanto, é primordial que você tenha um modelo do qual possa lançar mão em qualquer ocasião, aquele curinga mesmo, que te acompanha desde a reunião das 9h da manhã, até a balada do sábado à noite. E esse é o nude, com certeza. Por quê?

Porque ele não marca! Encontrando o seu nude real – aquele que mais se aproxima do tom da sua pele, o que varia para cada pessoa -, você tem um par de sapatos que harmoniza com tudo, alonga a sua silhueta, nunca sai de moda e passa despercebido sempre. Afinal, há momentos em que queremos que o sapato protagonize a produção, mas há outros em que queremos discrição, para que outras peças possam brilhar!

Eu atendo muitas clientes que têm sapatos lindos, altíssimos e das mais variadas cores. Mas não ficam satisfeitas quando precisam se arrumar porque sempre acham que as escolhas que fazem para os pés acabam pesando no resultado final. Pois é, o sapato nude entra aí. Ele complementa com maestria aquele visual onde você quer fingir que está flutuando, esbelta, longilínea… Eu mesma, sou a louca dos saltos statement, mas não abro mão dos meus nudes, é a eles que eu recorro quando preciso de um resultado rápido e sem muito tempo pra pensar. Ou quando preciso montar aquela mala concisa para uma viagem curta. Fora que um belo par de calçados nude te eleva a um outro nível de sofisticação, né?

Portanto, analise essa imagem do início do post e inspire-se nela. Deixe o preconceito com o nude de lado – muiiiitas mulheres associam a cor à velhice, ou a consideram sem graça – e pense seriamente em dar uma chance a ele. Eu te garanto que em pouco tempo você vai cair de amores por tanta versatilidade.