Vamos conversar sobre o sapato nude?

nude

Assim que me deparei com essa imagem no Pinterest – se quiser me seguir por lá, estou aqui -, achei que seria a ilustração ideal para abordar um tema que ainda gera muitas dúvidas entre as mulheres.

Olhe bem para a foto. Linda a produção, não? Elegante, sofisticada, clean e sem segredos. Porém, ela poderia ter dado muito errado, afinal, o combo blusa oversized + calça boyfriend é extremamente achatador de silhueta e pode transformar o que era pra ser estiloso em um verdadeiro desastre. Mas não transformou. E o que tornou o look tão descolado foi a escolha do calçado. Qualquer outro sapato ali teria matado toda a bossa.

Eu sempre oriento as minhas clientes para que invistam em um belo par de sapatos nude. Apesar de sapato ser uma paixão entre a maioria das mulheres, nós sabemos que ostentar inúmeros pares no guarda-roupa não é a realidade de todas. Portanto, é primordial que você tenha um modelo do qual possa lançar mão em qualquer ocasião, aquele curinga mesmo, que te acompanha desde a reunião das 9h da manhã, até a balada do sábado à noite. E esse é o nude, com certeza. Por quê?

Porque ele não marca! Encontrando o seu nude real – aquele que mais se aproxima do tom da sua pele, o que varia para cada pessoa -, você tem um par de sapatos que harmoniza com tudo, alonga a sua silhueta, nunca sai de moda e passa despercebido sempre. Afinal, há momentos em que queremos que o sapato protagonize a produção, mas há outros em que queremos discrição, para que outras peças possam brilhar!

Eu atendo muitas clientes que têm sapatos lindos, altíssimos e das mais variadas cores. Mas não ficam satisfeitas quando precisam se arrumar porque sempre acham que as escolhas que fazem para os pés acabam pesando no resultado final. Pois é, o sapato nude entra aí. Ele complementa com maestria aquele visual onde você quer fingir que está flutuando, esbelta, longilínea… Eu mesma, sou a louca dos saltos statement, mas não abro mão dos meus nudes, é a eles que eu recorro quando preciso de um resultado rápido e sem muito tempo pra pensar. Ou quando preciso montar aquela mala concisa para uma viagem curta. Fora que um belo par de calçados nude te eleva a um outro nível de sofisticação, né?

Portanto, analise essa imagem do início do post e inspire-se nela. Deixe o preconceito com o nude de lado – muiiiitas mulheres associam a cor à velhice, ou a consideram sem graça – e pense seriamente em dar uma chance a ele. Eu te garanto que em pouco tempo você vai cair de amores por tanta versatilidade.

 

 

Hey, agora eu sou MAC Pro

O post de hoje não é sobre dicas, nem especificamente sobre moda/estilo/tendências. Ele é mais sobre uma novidade que eu queria muito compartilhar com vocês porque vai agregar demais no meu trabalho e isso resulta em um serviço mais completo para vocês, minhas leitoras e clientes ❤

Desde a semana passada eu me tornei uma MAC Pro Membership! Para quem não faz a menor ideia do que seja isso, eu explico: MAC Pro é um programa de afiliados da MAC em que, comprovando que você é maquiador profissional, ou trabalha em alguma área correlata – jornalista de beleza, stylist, produtora de moda, figurinista, etc. -, você recebe uma carteirinha que te dá acesso a novidades e eventos fechados, masterclasses com profissionais do ramo, produtos exclusivos – detesto essa palavra – e 20% de desconto nos produtos da marca – 30% no caso dos maquiadores – com exceção de coleções com edição limitada e a linha Viva Glam – porque afinal, a venda é toda revertida para a MAC Aids Fund, não faz sentido ter desconto.

Eu já conhecia o programa há um tempo, mas não havia tentado me filiar ainda. Quando fui tentar, no meio do ano passado, soube que ele estava passando por uma reformulação, então não estava aceitando solicitações. Assim que voltou à ativa, fiz meu cadastro no site, anexei os documentos comprobatórios e aguardei. No mesmo dia, recebi um e-mail informando a minha adesão e o meu número de identificação, que deve ser apresentado junto com um documento, para que eu comece a usufruir dos benefícios enquanto a carteirinha não chega – ela é confeccionada em NY e pode levar até 8 semanas para chegar em casa.

Quem me conhece sabe que sim, fiquei muito feliz pelos 20% de desconto nos produtos – isso vale nas MACs do mundo inteiro! -, mas não foi o meu principal objetivo quando aderi ao programa. Eu sou consumidora nível hard da MAC com preço cheio – principalmente das edições limitadas, com suas embalagens lindas e colecionáveis. Gosto da marca e indico sempre para as minhas clientes. O que me motivou realmente foi a possibilidade de me aperfeiçoar com as masterclasses e poder transmitir mais esse conhecimento às mulheres que eu atendo!

Não tenho curso de maquiadora profissional, fiz cursos básicos de maquiagem e cursos de visagismo e colorimetria, então essas técnicas irão ampliar meu repertório e me tornar uma consultora de estilo cada vez mais completa! Eu amo o meu trabalho e não perco uma oportunidade de me aprofundar em tudo o que diz respeito a ele – inclusive, estou fazendo um curso babadeira, sobre o qual falarei mais pra frente. Esse é o motivo de toda a minha felicidade e eu queria contar pra vocês essa novidade incrível 🙂 espero que tenham gostado tanto quanto eu. E às mulheres que acreditam no meu trabalho, obrigada! São vocês que me inspiram a aprender mais todos os dias!

macpro.jpg

Tem estilo porque…

tem-estilo-pq

…tem os clássicos óculos modelo aviador. Já reparou no quanto eles apareces nas produções por aqui? Se você gosta de óculos atemporais, esse é uma bela opção para investir.

…tem rabo de cavalo alto, para não conflitar com o cachecol volumoso.

…tem cachecol xadrez, ao melhor estilo britânico, chique e casual. Observe que o cachecol é colocado de maneira despretensiosa, para dar um ar despojado à produção.

…tem casacão azul marinho. Uma excelente opção para o preto e que, apesar de também ser uma cor escura, deixa o visual muito mais leve. Nesse look, vale ainda dizer que o azul está presente no xadrez do cachecol, em tonalidade diferente, mas conversando com o casaco.

…tem mini-vestido cinza. Outra cor super neutra e invernal. O vestido tem praticamente o mesmo comprimento do casaco, o que cria a impressão de que se trata de uma peça única, isso deixa a produção muito mais equilibrada e charmosa. Aqui vale ressaltar que o mesmo azul, do cachecol, que conversa com o casaco, conversa também com o vestido. Percebe a coordenação das cores? São detalhes que fazem toda a diferença.

…tem meia-calça preta. Acessório queridinho no inverno, né? Nos permite abusar das saias e vestidos, mantendo nossas pernas aquecidas. Observe que a meia-calça em questão, apesar de grossa, não chega a ser opaca. Sendo assim, em contato com a pele, ela resulta em uma cor mais “amarronzada”, o que torna o visual mais leve e reforça o diálogo entre as cores usadas.

…tem bolsa e bota camelo. Depois das explicações acima, acho que essa ficou óbvia, não? A cor, além de neutra, tira o peso da produção – imagine a mesma imagem com esses acessórios pretos -, torna-a super usável para um dia frio. Fora o detalhe, já mencionado, da coordenação de cores. O camelo, nesse caso, conversa com o vermelho terroso do cachecol. Tudo isso resulta em uma produção harmoniosa e cheia de estilo. Ah! E a bota com salto, para alongar a silhueta!

Gostou do look? Super fofo – sou muito madura no uso de adjetivos – e fácil de reproduzir, hein! Vale dar uma boa olhada no guarda-roupa e ver qual coordenação você consegue construir com as peças que tem. Aposto que o resultado será incrível!

 

 

Curso de maquiagem MAC Technique

No início desse mês, eu fui convidada a participar do curso de técnicas de maquiagem da MAC, o Technique, e como vira e mexe alguma cliente me pede indicação de curso de maquiagem, resolvi compartilhar aqui as minhas impressões – a automaquiagem é uma das etapas dos pacotes de consultoria de imagem e coloração pessoal, porém, para recursos mais avançados, é indicado um curso específico na área.

O tema do MAC Technique desse ano é Smokey Eye – o tão sonhado olho esfumado – e o curso acontece sempre em algum local com estrutura pare receber esse tipo de evento, nunca em loja. Quem dá o curso é um maquiador profissional da MAC e ele vai maquiando uma modelo, enquanto explica todo o passo-a-passo. Além disso, há mais uns três ou quatro maquiadores presentes para das assistência às alunas e ajudar a tirar dúvidas – as turmas são de no máximo 15 pessoas. Agora vamos ao que eu achei!

Já de cara eu afirmo que vale a pena participar de um curso como esse por um motivo simples: o valor do curso, 300 reais, é 100% revertido em produtos no final – você tem até 48 horas para voltar à loja onde se inscreveu e fazer a troca. Ou seja, no fim das contas, o curso sai de graça. Pois é, mesmo que o curso fosse ruim, ainda assim você não teria jogado dinheiro fora, MAS o curso é sim muito bom e bem completo, principalmente pelo tempo relativamente curto de duração – são 2 horas.

Apesar do foco ser o esfumado nos olhos, há todo um processo de preparação da pele, ensinado detalhadamente, que vai desde a hidratação até a finalização da maquiagem. O smokey eye em si vira mero detalhe depois que você aprende tantas técnicas. Todos os profissionais são extremamente atenciosos e dedicados e, à medida do possível, apesar dos produtos estarem em quantidades reduzidas e associados ao tema principal, eles sempre tentam indicar as cores mais adequadas para a sua pele – óbvio que não dá pra garantir que eles irão acertar exatamente a cor, mas vão selecionar o mais próximo possível e isso já auxilia bastante na hora de você montar sua lista de compras. Além disso, rola toda uma explicação acerca de cada produto usado e qual o resultado obtido – você pode aproveitar para tirar todas as suas dúvidas sobre a base ideal para o seu tipo de pele, etc…

Tudo o que você considerar importante, pode anotar em um fichário que é entregue no começo da aula, incluindo numeração de pincéis, qual a melhor função para cada um e todos os produtos que foram utilizados. Esse fichário contém também um face chart que, para quem não sabe, é o esboço de um rosto, utilizado – amadora e profissionalmente – para você reproduzir no papel a maquiagem que pretende fazer. A ideia é que você treine depois, sozinha, o que foi aprendido em aula. Eu, particularmente, adoro esse tipo de exercício. Acredito que amplia nossa visão e aumenta nossa criatividade.

A presença de um maquiador profissional faz TODA a diferença. Ele consegue mostrar como produtos que você nunca imaginou que ficariam bem em você, ficam! A visão dele é muito diferente da de um leigo – claro, né? O cara estuda muito pra isso mesmo – e com isso, muitas dúvidas são sanadas. Mesmo para quem se vira bem na maquiagem do dia-a-dia, essa é uma boa oportunidade para descobrir, de uma vez por todas, porque um ou outro detalhe nunca sai exatamente como o planejado.

Eu gostei muito do conteúdo e da maneira como o curso foi conduzido. Não participei de outros, então não tenho como fazer um comparativo, mas se você está pensando em fazer, indico o MAC Technique com certeza. É uma excelente oportunidade de absorver coisas novas e exercitar o autoconhecimento, aliando técnicas e prática – é pra praticar, hein!

O curso normalmente acontece duas vezes por ano e para saber as datas é preciso que você se informe direto nas lojas da marca, não há muita divulgação – provavelmente pelo número reduzido de alunos por turma. Portanto, fique de olho para não perder o próximo, que deve acontecer no final desse ano!

mac

Tem estilo porque…

tem-estilo-porque

…tem óculos escuros com lente redonda, um clássico dos anos 70 que voltou com tudo nas últimas temporadas.

…tem jaqueta de couro preta. Fala por si, né?

…tem camiseta branca, extremamente branca, básica, mas com as mangas dobradas, deixando o visual mais leve e moderninho.

…tem cintura marcada com cinto preto de fivelão e tachas. Além da feminilidade da cintura marcada, as tachas agregam um ar rocker à produção.

…tem jeans de cintura alta e lavagem escuríssima, outro clássico que valoriza qualquer look. A lavagem escura é super versátil e deixa a produção mais chique.

Dessa vez não temos os pés para mostrar o que ela está calçando, mas há várias opções de calçados que arrematariam esse look com muito estilo, desde tênis até um scarpin preto altíssimo, que seria a minha escolha, com certteza.

Viu que produção fácil de copiar? Uma coordenação de peças clássicas em cores neutras. Sabe qual é o segredo do sucesso, nesse caso? O contraste! A camiseta branquíssima combinada com jaqueta e cinto pretos, mais o jeans escuro é que torna o mood tão cheio de bossa.