5 dicas para não errar na produção

Eu não sou a favor de regras ou verdades absolutas, nem na vida, muito menos na moda. Falando de moda, especificamente, acredito que certo é o que te faz sentir bem diante do espelho. Sua autoestima é seu melhor termômetro. Mas é fato que existem algumas dicas que, se forem seguidas, diminuem drasticamente as chances de uma produção dar errado. Você precisa tomá-las como verdades absolutas? Não! Mas, em caso de dúvida, elas podem ajudar. E como eu sou da teoria de que é preciso conhecer as regras para quebrá-las, irei compartilhar algumas aqui.

basic

Calça flare com salto alto – Se existe um modelo de calça democrático, é a flare. Por ter a boca mais larga, cria equilíbrio com os quadris e disfarça as coxas mais grossas. Bônus? Extremamente alongadora de silhueta! Qualquer mulher vira um mulherão, alta e longilínea. MAS – sim, sempre existe um porém -, para obter todos esses benefícios, você deve usar o modelo sempre com um bom salto alto. Do contrário, o efeito será exatamente o oposto, silhueta achatada, pernas curtas e grossas. Se você tiver 1,80 e quiser usar a sua com uma flat, pode? Pode, porque com essa altura você não vai ficar exatamente baixa, mas vai sim parecer achatada em relação à realidade. Portanto, se quiser aproveitar todo o poder milagroso de uma flare, suba em um saltão e saia por aí arrasando.

Roupa clara pede sapato claro – A menos que você seja uma iniciada em moda e saiba muito bem o que está fazendo, finalizar uma produção toda em cores claras com um par de sapatos escuros, não vai dar certo. Os tons claros passam leveza e os pés escuros quebram esse efeito. O look vai ficar pesado, grosseiro e desarmônico. Se quer chamar a atenção para os pés, opte por um modelo com detalhes marcantes, texturas, ou mesmo cores vibrantes, mas escolher uma cor escura não vai chamar a atenção de maneira positiva. Melhor evitar!

Monocromático ou ton sur ton – Se a proposta é um visual monocromático, os detalhes devem respeitar isso. Não precisa usar exatamente a mesma cor em tudo, você pode – e deve – brincar com nuances e tonalidades, mas cores contrastantes têm que ser evitadas. Em geral os monocromáticos alongam a silhueta, porém, se você arrematar uma produção toda em verde com um cinto marrom, sabe o que vai acontecer? Uma divisão no meio do corpo. Você vai estar dividindo a silhueta ao meio e ao invés de alongar, irá achatar. E agora, não dá pra usar cinto? Claro que dá, mas tente escolher um que tenha a mesma cor, ou parecida, com a cor usada no look. O mesmo vale para os calçados. E se não tiver um par de sapatos da cor escolhida, vá de nude e ganhe mais alguns centímetros.

Maxi em cima, justo embaixo – Aqui vai mais uma regrinha de equilíbrio. E essa é uma regra de ouro. Se escolher uma peça justinha para a parte de cima, opte por uma mais solta na parte de baixo e vice-versa. Se seu objetivo é atacar de mulher fatal e você quiser fazer isso usando uma produção colada dos pés à cabeça, tudo bem, mas em geral, a harmonia é o segredo do sucesso. Como descontrair uma skinny de couro que mais parece uma segunda pele? Com um maxi tricô. E um body com as costas abertas? Pantalona. Largo com largo ou justo com justo é proibido? Não, mas provavelmente você vai ganhar alguns quilinhos, ou evidenciar o que não quer.

Ouro ou prata – Aqui cabe novamente a ressalva: se você for uma iniciada, sinta-se à vontade para brincar, se não for, é melhor seguir a dica. Os metais da produção fazem muita diferença e devem ser respeitados. Ou você usa acessórios prateados, ou dourados – ou acobreados, bronzeados, etc. -, mas não misture, para não deixar o look confuso. Os acessórios desempenham papel importantíssimo no sucesso da produção, eles devem ser pensados e escolhidos com cuidado para compor, não poluir. E nunca se esqueça que a escolha deve levar todos os detalhes em consideração. Se vai usar uma camisa com botões dourados, o restante tem que partir daí. Todas as bijuterias prateadas e uma fivela dourada no cinto são o suficiente para quebrar a harmonia do visual.

Espero que essas dicas – não são regras, hein – te ajudem na hora de criar suas produções. O mais importante, sempre, para ter sucesso em um look é a harmonia. No mais, sinta-se linda que nada mais importa.

Anúncios

2 comentários sobre “5 dicas para não errar na produção

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s