Comprei demais, e agora?

Quem nunca fez uma compra por impulso, que atire a primeira pedra! Não tem jeito, por mais que tentemos ser consumidoras conscientes, econômicas e controladas, vez ou outra – a maioria delas, diga-se de passagem – acabamos comprando demais. Seja para aproveitar uma liquidação, acompanhar uma amiga, aderir às tendências, qualquer motivo. O fato é que levamos a peça para casa, usamos uma vez – ou nenhuma. Só Deus sabe de quantas roupas ainda com etiqueta eu já me desfiz nessa vida – e ela fica lá, abandonada dentro do armário, sem uso. O tempo passa e temos aquela esperança de que um dia vai surgir A ocasião e vamos usá-la novamente. A verdade é que A ocasião não vai surgir e se não definirmos, nós mesmas, um destino para a peça, ela irá continuar dentro do armário até ficar tão velha que só vai servir de pano de chão.

Tá. O que pode ser feito então para evitar um fim tão trágico para roupas que, muitas vezes, custaram bem caro? Olha, não existe uma solução, mas existem várias opções bacanas que, além de resolver o seu problema, podem ajudar outras pessoas.

Antes de mais nada, pegue a peça e dê uma boa analisada nela. Talvez ela esteja parada porque você não sabe como usá-la. Nesse caso, está esperando o que? Corre para o Google e digita lá: looks com xxx – substitua pela peça em questão – ou como usar xxx. Você vai ver quantas imagens legais vão aparecer para te inspirar. Pode ser que nessa pesquisa você descubra usos impensados para a coitada da peça e bote ela pra jogo! Agora, se, ainda assim, não rolar mesmo, vem comigo para as próximas alternativas…

Bazar com as amigas: Essa é uma das soluções mais divertidas – fiz muiiiito durante a faculdade – e a maneira mais justa de se livrar de peças novas e boas sem dó. Chame suas amigas e montem um bazar entre vocês. Cada uma leva as peças de roupa que não quer mais e vocês fazem trocas entre si. Vale experimentar, dar palpite, montar produções. Com certeza alguma amiga vai gostar daquela blusa que você comprou e não tem NADA a ver com você e vice-versa. Fora a tarde de bate papo deliciosa que vocês vão ter. Só essa bagunça boa já vale a pena.

dicas-organizar-bazar-em-casa

DIY: Já pensou em atualizar as peças esquecidas? Está cheio de tutoriais na internet ensinando a customizar roupas, dos mais fáceis – detonar calça jeans, transformar em shorts – aos mais complicados – customização de camisas, couro, etc. Basta um pouquinho de criatividade e “tcharan”, peças novas em algumas horas!

Venda on-line: Essa opção é mais válida no caso de peças grifadas ou must-have, mas que já não fazem mais a sua cabeça. Dá para se livrar das peças sem muito esforço e  ganhar um dinheirinho. Ainda não é um sistema muito popular no Brasil, mas está crescendo e o retorno é bem rápido. Os sites mais conhecidos são MercadoLivre e Olx. Você cria uma conta, cadastra seus produtos e pode colocá-los à venda ou a leilão.

Brechó: Em geral os brechós não pagam muito pelas peças, mas dependendo da quantidade você consegue uma grana legal. O bom é que você pode aproveitar para se livrar de mais coisas que estejam só ocupando espaço na sua casa. Tem brechó que compra até copo de vidro, rádio portátil, flor artificial! Já faz uma limpa, gata!

Doação: Esse é o destino que eu dou para as minhas roupas sem uso, há algum tempo. Adoro comprar roupas, mas não sou nem um pouco apegada. Bastou eu achar que o armário está muito cheio, já faço uma triagem e doo as peças que uso menos. Sou da máxima do “se voltar à moda, eu compro de novo”, não fico armazenando TUDO esperando a oportunidade de usar. Claro que, se a peça for muito boa, eu guardo, mas a maioria, passo pra frente. Fora que o ato da doação, por si só, deixa a gente mais leve. Não sabe onde doar? Igrejas, asilos, abrigos para moradores de rua, casas de recuperação, orfanatos… em geral, todas essas instituições trabalham com doações e precisam muito delas. Você pode, inclusive, aproveitar para dedicar um pouco do seu tempo às pessoas desses lugares. Vai fazer bem para elas e para você!

Closet clearing: Agora, se nenhuma dessas alternativas te empolgou – seja por preguiça, falta de tempo, vontade, qualquer coisa –, existem profissionais que podem fazer isso por você. No closet clearing, o profissional vai até a sua casa, separa no seu guarda-roupa tudo aquilo que realmente não tem uso – peças rasgadas, mofadas, manchadas – e te ensina a montar produções com o que dá para usar. Certamente, as peças que você julga inúteis podem ser usadas em produções lindas que você ainda não conseguiu pensar. É o jeito mais fácil de renovar seu closet sem gastar dinheiro. Se te interessou, entre em contato comigo para agendarmos um horário – mais informações sobre o serviço aqui.

photodune-488222-multicoloured-wardrobe-showcase-closeup-xs

Depois de todas essas opções, acho que já dá para reorganizar o armário, né? Espero ter ajudado. E quem tiver dúvidas sobre alguma peça, em especial, pode perguntar nos comentários ou enviar fotos da peça no meu e-mail, que eu respondo ajudando, tá?


UPDATE: o tema desse post foi sugestão de uma leitora. Caso você queira ler sobre algum assunto específico, ou tenha um tema para sugerir, fique à vontade nos comentários, por e-mail, ou na minha fanpage


Anúncios

2 comentários sobre “Comprei demais, e agora?

  1. Mariana disse:

    Parabéns pelo blog. Estou acompanhando desde o começo e fica melhor a cada postagem.
    Pra qual email eu mando minhas dúvidas? Tenho um monte de roupa perdida em casa, rs
    beijos e continua assiim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s